MITOS E VERDADES SOBRE NAÚSEAS

Gestante que não enjoa tem maior risco de abortar?


Essa é uma meia-verdade. Sabemos com segurança que as náuseas e os vômitos se correlacionam com melhores resultados gestacionais. Acredita-se que embriões mais saudáveis produzam maior quantidade de hormônios da gravidez, sabidamente associados à origem do quadro de náuseas e vômitos da gestante.




Os enjoos na gravidez podem prejudicar o feto?


Não prejudicam o feto desde que ocorram em intensidade leve ou sejam tratados precocemente. Como mencionado anteriormente, as gestantes que se tornam desidratadas e com distúrbios metabólicos podem produzir substâncias tóxicas, o que prejudicará o feto.




Chupar gelo com frequência melhora os enjoos?


Algumas mulheres apresentam melhora dos enjoos quando ingerem líquidos frios ou gelados, o que inclui

o gelo. Em relação a esse aspecto, sabemos que há uma razão científica (que é a redução da sensibilidade gástrica e

faríngea) e outra mística. Quando esse hábito funciona na diminuição dos vômitos, é possível que seja utilizado dentro de limites razoáveis, pois a exposição excessiva ao gelo poderá provocar irritação na garganta e gerar outro tipo de problema diferente do causado pelos vômitos (faringite irritativa). O mais indicado é a adequada orientação dietética, como evitar gorduras, alimentos quentes, líquidos em excesso (principalmente pela manhã), fazer refeições com pouca quantidade de alimento e em maior número ao longo do dia e, principalmente, manter uma boa relação com a equipe assistencial obstétrica, inclusive para que se discutam questões a respeito dos receios e medos que possam envolver a gravidez em curso.




Se o enjoo não desaparecer após o fim do primeiro trimestre, significa algo de errado na gravidez?


A maioria dos enjoos próprios da gravidez (êmese gravídica) cessa no final do terceiro mês de gestação. No entanto, há casos de vômitos que persistem por períodos mais prolongados. Acredita-se que esses casos infrequentes sejam provocados por maior sensibilidade materna aos hormônios da gravidez ou por quadro emocional (ansiedade, medo) mais intenso.





Guardiões da Gestação - Todos os direitos reservados. 2017